natal Sobremesas italianas

13 Sobremesas italianas de Natal

Cada região da Itália tem sua própria cozinha típica e tradições gastronômicas, mesmo durante a temporada de férias. Algumas regiões têm mais de um Dolce di Natale e a melhor maneira de descobri-los é visitar à Itália e experimentar estes deliciosos doces caseiros durante a viagem. Para lhe dar uma ideia de como descobrir os doces durante a época festiva, aqui está uma seleção de 13 sobremesas italianas de Natal, uma de cada região onde você pode aprender italiano ou participar de cursos de culinária e workshops de arte com a Studiainitalia.

Buccellati na Sicília (Taormina)
Esses biscoitos de Natal são de Palermo e também são conhecidos como Cucciddati no dialeto. Uma pasta fina é envolvida em torno de um recheio de figos secos e nozes e outros ingredientes, dependendo das áreas onde eles são preparados.

Certosino ou Panspeziale em Emilia-Romagna (Bolonha, Módena)
Esta antiga sobremesa nasceu na Idade Média, pelas mãos de farmacêuticos (conhecidos como Speziali). Mais tarde, os frades Certosa começaram a preparar o Panspeziale, e eles eram tão bons que a sobremesa mudou seu nome para Certosino. Típico de Bolonha, é feito com amêndoas, pinhões, chocolate amargo e frutas cristalizadas.

https://www.instagram.com/p/BqzGvNEHwl0/

Gubana em Friuli Venezia Giulia (Trieste)
Este é um bolo em forma de espiral com levedura doce, recheada com nozes, passas e amaretto, e com vinhos espumantes, grappa ou slivovitz (um licor de ameixa).

Nepitelle em Calábria (Tropea)
Os Nepitelle Calabresi são tipicamente preparados para o Natal e a Páscoa. Seu nome deriva da palavra latina "nepitedum" (pálpebras), porque esses doces se assemelham a um olho fechado. Eles são recheados com nozes, figos secos, amêndoas, licor Strega e chocolate amargo ou mel.

Pandolce em Liguria (Gênova)
Este pão doce com passas, frutas cristalizadas e pinhões nasceu em Gênova na Idade Média.
https://youtu.be/Mqh3Zbt7DOQ

Pandoro em Veneto (Veneza, Verona)
Esta é a sobremesa de Natal mais popular na Itália junto com o Panetone. Com uma forma de estrela de oito pontas, polvilhado com açúcar de baunilha, descende da "folha de ouro" criada em Verona no século XIX para celebrar o primeiro Natal da dinastia Scala.

Panettone em Lombardia (Milão)
A mais famosa sobremesa de Natal italiano, mesmo no exterior. Ele nasceu em Milão no século IX. A receita clássica inclui farinha, ovos, manteiga, passas e frutas cristalizadas; embora hoje existam muitas versões como creme de chocolate ou pistache.

https://www.instagram.com/p/Bq1yMR1lewN/

Panforte na Toscana (Florença, Siena, Lucca, Orbetello)
Ele nasceu em Siena no ano 1000. O Panforte é uma das mais suntuosas sobremesas italianas de Natal. É um bolo de frutas denso, sem farinha, com mel, especiarias, frutas cristalizadas e amêndoas. O nome significa literalmente "pão forte".

Pangiallo em Lazio (Roma)
Desde os dias da Roma imperial, o Pangiallo (literalmente "pão amarelo") se prepara no dia do solstício no inverno, como um bom presságio para o retorno de dias longos e ensolarados. É por isso que tem uma crosta dourada, pela mistura de farinha, óleo e açafrão. Ele também tem nozes, frutas cristalizadas e passas.

Panpepato em Úmbria (Todi)
Este bolo redondo e agridoce é feito com nozes, avelãs, amêndoas, canela, noz-moscada, chocolate, mel, passas, e, como o nome sugere, pimenta.

Sebadas em Sardenha (Alghero, Cagliari)
Embora possam ser encontradas durante todo o ano, as Sebadas (ou Seadas) são típicas de ocasiões especiais como o Natal e a Páscoa. Eles são uma sobremesa frita com um toque saboroso, preenchido com pecorino local e coberto com mel corbezzolo.

Struffoli em Campania (Nápoles, Sorrento, Salerno)
Originalmente de Nápoles, os Struffoli são bolas de massa frita cobertas com mel, doces e frutas cristalizadas. Eles são servidos na forma de uma árvore de Natal ou uma pirâmide.

Tronchetto di Natale em Piemonte (Turim)
Semelhante a um pequeno tronco de árvore, este rolo é feito com ovos, farinha e mascarpone, coberto com creme de castanha e flocos de chocolate.

 

 


Cursos de cozinha na Itália: experiências gastronômicas em Florença, Siena e Bolonha

Os italianos estão profundamente orgulhosos de seu relacionamento com a sua gastronomia, que é uma parte essencial dos estilos de vida locais. Se você é amante da boa comida e ama cozinhar, umas férias com aulas de cozinha na Itália te permitirão de descubrir novos sabores, aprender receitas tradicionais e melhorar tuas habilidades de chef, seja um amador ou professional.

Como aproveitar ao máximo tuas férias de cozinha na Itália?
Temos algumas ideias para uma imersão total no estilo de vida italiana, alternando cursos práticos de cozinha com outras experiências gastronômicas em algumas das cidades de arte mais lindas da Itália.

Florença: do mercado ao prato

Uma das nossas academias de cozinha em Florença oferece uma experiência única que inclui uma visita guiada ao Mercado de San Lorenzo. Aqui, os partecipantes selecionam pessoalmente os ingredientes frescos e saudáveis, necessários para a tua aula de cozinha.

Depois da visita pela manhã, os partecipantes passam para a escola onde aprendem a preparar pratos típicos italianos, utilizando estes ingredientes sob a guia de um chef.

É imprecindível a visita ao Mercado de San Lorenzo em Florença. Este lugar histórico inclui um mercado interno, conhecido como Mercado Central (casa de todas as comidas) e a seção ao ar livre nas ruas aos arredores (venda de couro, roupas e lembrancinhas).
O Mercado Central se encontra sobre dois níveis em um bonito edifício desenhado por Giuseppe Mengoni e construido nos finais do século XIX, quando Florença ainda era a capital da Itália.

Mercato Centrale em Florença - Cursos de cozinha na ItáliaPhoto Credit: Mercato Centrale

Siena: sabores de temporada e cozinha medieval

Nossa escola de cozinha em Siena é especializada em cursos práticos que tem um toque temático que inclui receitas de temporada e cozinha tradicional italiana e toscana. Por exemplo; você pode aprender cozinhar pratos de verduras e carne em primavera, pratos de peixe no verão, pratos de trufas e cogumelos no outono, e pratos de aves de criação e pastelarias doces no inverno. Aqui também você pode aprender noções da cozinha medieval com algumas receitas antigas datadas Idade Média!

Cursos de cozinha em Siena

Bolonha: aulas de cozinha “verdes” e festivais gastronômicos

Bolonha é conhecida pela sua tradição culinária, que depende em grande parte das carnes. Basta pensar nas especialidades locais, como o conhecido molho bolonhesa, e as carnes tratadas de porco, como o presunto e a mortadela.

Claro que você poderá se inscrever em um curso de cozinha que te fará um experto em pratos tradicionais de carne. Porém se você não come carne ou está interessado em outros tipos de cozinha, em nossa academia em Bolonha você pode unir-se a cursos de cozinha vegetariana, dietética e sem gluten.

Bolonha é conhecida também com os apelidos de: La Dotta, La Grassa e La Rossa (a sábia, a gorda, a vermelha); o primeiro apelido é devido a presença da universidade mais antiga do mundo ocidental datada 1088; o segundo propõe muitos tesouros culinários; o terceiro que é o vermelho, se refere a cor terracota dos edifícios e de seu passado comunista. Fiel a seus apelidos, Bolonha oferece vários eventos interessantes culturais e artísticos, assim como festivais de comida que complementarão tuas férias culinárias. Alguns exemplos são o Festival MortadellaBò Festival e CioccoShow. Cursos de cozinha na Toscana

Aulas de cozinha para todos os gostos

A equipe de Studiainitalia selecionou pessoalmente as escolas de cozinha para a tua viagem culinária na Itália. As aulas se realizam em cozinhas professionalmente equipadas e os professores são chefs professionais. Além dos exemplos mencionados anteriormente, também você vai encontrar cursos específicos sobre: macarrão caseiro, pizza, pastelaria, sorvetes, assim como aulas de cozinha para famílias. Deseja saber mais? Dê uma olhada nos nossos cursos de cozinha na Itália, ou para mais informações entre em contato com Studiainitalia.


Vendemmia: a colheita de uva, azeitonas e trufas no outono

Vendemmia: a colheita de uva, azeitonas e trufas no outono

Visitar a Itália no outono é ideal para quem ama bom vinho, paisagens coloridas de tirar o fôlego, e os produtos da Terra.

O outono, entre setembro e dezembro, é a época da colheita dos produtos mais famosos como uva e azeitonas, mas também de trufas, castanhas e açafrão.

A palavra "vendemmia" em italiano se utiliza especificamente para a colheita da uva para fazer vinho. Para a uva que vai ser usada como fruta, e para os outros produtos que a Mãe Natureza oferece no outono, a palavra correta é “raccolta”.

Vendemmia: a colheita de uva, azeitonas e trufas no outono

Dependendo da região e do clima que fez em um determinado ano, a vendemmia pode começar já no verão ou no início do outono. Você pode visitar vinícolas e aprender sobre o processo, admirando as videiras e a colheita feita a mão. Em muitos vinhedos se organizam festas para celebrar o começo da colheita. Não perca a ocasião para degustar vinhos, recebendo dicas diretamente de um sommelier experto!

Em pleno outono, entre outubro e novembro, chega a hora da colheita de azeitonas (raccolta delle olive). O delicioso azeite novo (olio nuovo) è produzido neste período. Você pode degustar ou comprar o azeite extra virgem de azeitona (olio extra vergine di oliva) diretamente no lugar de produção ou em vários mercadinhos pela Italia.

Outros produtos que são típicos do outono são os cogumelos (funghi), as trufas (tartufi) e as castanhas (castagne). Você pode até participar da colheita com guias expertos do território seguindo métodos tradicionais da colheita (raccolta).

Pasta com trufas na Italia

Nesta época vários restaurantes oferecem opções de pratos com trufas. Algumas regiões também organizam feiras gastronômicas (sagra del tartufo) onde degustar e comprar esse precioso produto do aroma e sabor forte e muito característico. O evento mais importante a nível nacional é o Festival Internacional da Trufa Branca de Alba, no Piemonte.

Também não faltam as feirinhas como a “Sagra dei Funghi Porcini” (tipos de cogumelos que se destacam pelo aroma, sabor e consistência carnuda) e a “Sagra delle Castagne”. Se você andar nas ruas do centro histórico de cidades como Florença e Roma no outono, com certeza vai sentir o cheiro das castanhas tostadas. Você pode comprar elas em saquinhos!

Castanhas no outono na Italia

 

Cursos de cozinha

Quer explorar e degustar o mundo da gastronomia italiana? A agencia Studiainitalia oferece cursos de cozinha na Itália, com temas distintos da cozinha tradicional italiana em diferentes níveis, amador e profissional. Você pode combinar o curso de cozinha com um curso de italiano. Leia mais sobre os cursos de: