O italiano não é a língua mais difícil de aprender, mas os estrangeiros cometem muitos erros comuns ao estudá-la. Claro, esses erros ocorrem devido a tua língua materna, assim como a dificuldade percebida de aprender italiano.

O italiano pertence à família das línguas românicas, que inclui o espanhol, o português e o francês, todas derivadas do latim vulgar. Você terá menos dificuldade em aprender italiano se falar um desses idiomas, graças à grande quantidade de vocabulário compartilhado e estruturas gramaticais semelhantes. MAS, algumas semelhanças também podem levar à confusão.

 

Vamos descobrir os erros mais comuns que são fáceis de cometer na aprendizagem de italiano.

1. GÊNERO
O italiano usa gênero gramatical: todos os substantivos são masculinos ou femininos. Em geral, não é difícil identificar o gênero de uma palavra porque a maioria dos substantivos termina em vogal e algumas regras se aplicam à maioria dos casos. Por exemplo, um termo que termina em -a no singular geralmente é feminino, enquanto uma palavra que termina em -o é geralmente masculina. Porém, existem exceções. Alguns substantivos femininos podem terminar em -o, como “la mano”, enquanto algumas palavras masculinas terminam em -a, como “il problema”. Esses substantivos irregulares muitas vezes confundem os alunos que aprendem italiano. Um dos erros mais comuns é dizer “la problema”!

2. NÚMEROS
Os números italianos geralmente são fáceis de lembrar porque seguem um padrão simples e previsível. Depois de conhecer os números de 1 a 10, contar até 100 não é nada difícil. Mas é claro que existem algumas irregularidades aqui e ali, e você terá que se lembrar delas de cor! Erros típicos são dizer “diciassei” em vez de “sedici” (16) ou “ventiuno” em vez de “ventuno” (21).

3. VERBOS
Os verbos italianos têm três padrões de conjugação dependendo de sua terminação em -are, -ere e -ire. Mas, como você já deve ter adivinhado, existem verbos irregulares que não seguem os padrões. Além disso, a conjugação dos verbos pode mudar de acordo com o tempo, número e até gênero. Aprender este aspecto não é necessariamente complicado, mas pode ser demorado. Um erro comum, especialmente para falantes de inglês, é dizer “io piace il gelato” (eu gosto de sorvete) em vez de “a me piace il gelato”. Os falantes de espanhol costumam usar o verbo auxiliar errado no passado perfeito. Você não deve dizer “io ho andato” mas “io sono andato” (eu fui).

4. FAVORITO VS PREFERITO
Embora ambas as palavras, favorito e preferido, existam e signifiquem coisas semelhantes, elas têm usos precisos em italiano. Se você quiser dizer seu livro favorito, a frase correta é “il mio libro preferito è…”. Em vez disso, um erro comum que os estrangeiros cometem na aprendizagem de italiano é que eles traduzem a palavra inglesa “favorite” e dizem “il mio libro favorito è…”, o que soa muito estranho para os italianos! O termo “favorito” indica o vencedor esperado ou previsível em uma competição. Por exemplo: “Il Brasile è la squadra favorita a vincere i Mondiali” (o Brasil é o time favorito para vencer a Copa do Mundo).

Common Italian Learning Mistakes

5. O FINAL DE ALGUMAS PALAVRAS
Se você fala inglês, provavelmente já leu ou disse a palavra “paninis”. Isto é um erro. O plural correto é “panini”, enquanto se você quer apenas um sanduíche, deve dizer “panino”. Outro erro comum é não pronunciar a letra “e” no final do grazie (obrigado).
Os francófonos tendem a ter problemas para terminar de pronunciar o final das palavras em geral.

6. CONSOANTES DUPLAS
Quem fala português e francês têm dificuldade em pronunciar as consoantes duplas e lembrar como elas são escritas nas palavras. Em italiano, as consoantes duplas são pronunciadas com muito mais força do que as consoantes simples e dão às palavras um significado completamente diferente. Por exemplo, “nono” significa nono enquanto “nonno” significa avô; o “capello” significa cabelo enquanto “cappello” significa chapéu. Os italianos vão sorrir ou olhar para você de forma engraçada se você pedir emprestado uma “pena” (pena) em vez de uma “penna” (caneta)!

7. ACHAR QUE SABE ITALIANO
Um erro comum que os falantes de outras línguas românicas cometem é pensar que podem falar italiano simplesmente porque sua língua é semelhante. Colocar um -i ou -o no final de cada palavra não é suficiente 😊! Mas dito isso, o importante ao aprender italiano é sair e falar, cometer erros, aprender com eles e tentar novamente. Cometer erros é possivelmente a melhor maneira de aprender qualquer idioma!

 

A prática no mundo real faz toda a diferença: estude italiano na Itália!

Não há melhor maneira de aprender italiano do que viajar para a Itália e interagir com os italianos de maneira autêntica. Studiainitalia oferece cursos de língua italiana, arte e artesanato em muitas cidades italianas. Você pode combinar sua viagem de estudo com atividades divertidas, como aulas de culinária e visitas culturais para aproveitar ao máximo a experiência italiana.

Buon italiano a tutti!


 

Quer saber mais sobre nossos cursos na Itália?

Entre em contato conosco: teremos o prazer em atendê-lo por chat, telefone ou e-mail. Você também pode solicitar uma reunião online para nos conhecer!