Como você sabe os pratos e receitas típicas da culinária italiana são muito diferentes, especialmente durante o Natal.

As tradições também mudam, por exemplo na hora das refeições mais importantes. As regiões do centro e sul da Itália celebram a Cena della Vigilia (Ceia de Natal), enquanto no norte se fala principalmente de Pranzo di Natale (almoço de Natal). Porém todas as regiões têm como tradição comer peixe na véspera de Natal, comer frutas secas e sobremesas tão famosas como o panetone.

 

A mesa de Natal no norte da Itália

Não há Natal no Piemonte sem um macarrão chamado agnolotti e sem o ensopado misto chamado gran bollito, combinado com molhos como bagnet ross e verd.

Na Ligúria se come ravioli vegetariano ou de carne e também o capão magro feito com peixe e verduras.

Surpreendentemente, um dos pratos tradicionais da Lombardia é a anguilla cotta al cartoccio ou enguia cozida em papel alumínio no forno.

No Veneto eles preferem comer polenta com bacalhau e carne cozida com molho de rábano picante.

Quase na fronteira com à Áustria e à Eslovênia, a região de Friuli Venezia Giulia é famosa pela sopa feita com nabo e cotechino, chamada brovada e muset, com molho de dobradinha, queijo e galo capão.

Brovada e muset (foto de gushmag.it)

Brovada e muset (foto de gushmag.it)

A mesa de Natal na Itália central

Em Emilia Romagna existem cidades como Bolonha, onde o Natal é comemorado com muitos pratos a base de carne, como tortellini e passatelli em caldo, tagliatelle e lasanha, presunto e culatello, mas também tortelli de abóbora com ervas. E existem cidades como Modena onde o peixe é preferido, especialmente espaguete com atum, peixe carapau, anchova e tomate, e bacalhau frito ou ensopado.

O peixe também é o protagonista da região do Lazio, onde também abundam verduras fritas e enguias capitonenses. Em Roma na véspera de Natal se come sopa de peixe ou macarrão com caldo de brócolis e peixe arzilla; enquanto no dia 25 de dezembro é comum comer o típico abbacchio (cordeiro assado) com batatas e cappelletti em caldo.

E na Toscana? As especialidades regionais incluem crostini de fígado, galinha angola assada, pato assado, galo capão recheado e também bardiccio (uma linguiça de porco com especiarias de erva-doce).

Macarrão com brócolis e peixe arzilla (foto de grodolce.it)

Macarrão com brócolis e peixe arzilla (foto de grodolce.it)

 

Pratos de Natal no sul da Itália

Na região da Campania a comida é abundante, tem caldo de galo capão, espaguete com amêijoas, pão friselle, galo capão recheado com salada, e se termina com sobremesas como struffoli e roccocò. Na véspera de Natal, os napolitanos comem o “capitone” (enguia fêmea), que devido a sua semelhança com a cobra, simboliza a vitória dos humanos sobre Satanás.

A Calábria conta com carnes deliciosas, como bacon capicollo, soppressata e linguiça, mas também espaguete com farinha de rosca e anchovas, e cabra ou bacalhau servido com brócolis refogado.

Na Sardenha, temos os culurgiones de casu, que são ravioles recheados com molho de tomate, e o malloreddus, ou pequeno nhoque de sêmola com molho de linguiça.

A culinária de Natal da Sicília é caracterizada por salada de laranja, arenque e cebola, caldo de frango e sarde a beccafico (sardinha recheada com passas, pinhões e farinha de rosca). Você não pode perder a tradicional sfincione de Bagheria, uma pizza com queijo, cebola e farinha de rosca.

Sarde a beccafico (foto de ioamolasicilia.com)

Sarde a beccafico (foto de ioamolasicilia.com)

 

A equipe da Studiainitalia deseja boas festas a todos os nossos alunos e amigos! Buon Natale e Felice Anno Nuovo!

 

Fonte: La Cucina Italiana lacucinaitaliana.it
Fotos: gushmag.it, agrodolce.it, ioamolasicilia.com

 

 

Ao continuar a navegar pela nossa web, você aceita nossas condições de uso cookies mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Fechar